Diversos, Papo sabático, Período Sabático, Tipos de Destinos

Porque largar tudo para viajar não é a melhor opção!

20 set 2018
[ 1 ]

“Jovem larga tudo para viajar o mundo e conhece 148838208 países em 2 anos”. Quem nunca clicou numa matéria dessas e ficou suspirando ao ver fotos de praias paradisíacas em países que a gente nem sabia que existia, não é mesmo? Mas hoje eu vim mostrar por que largar tudo para viajar não é a melhor opção!

Sabe, uma das coisas que mais recebo inbox no blog é gente dizendo a seguinte frase: oi, estou infeliz no trabalho (ou na vida, ou no relacionamento) e estou pensando em largar tudo para cair no mundo. Poderia me ajudar? E quase sempre eu respondo o que vou dizer nesse post.

Largar tudo para viajar.

Rússia, 12° país do nosso Período Sabático

Quando o depois chegar

Antes de mais nada preciso dizer que eu realmente não só acredito como também conheço pessoas que encontraram verdadeiros propósitos de vida na estrada!

Também é claro que é completamente possível viajar por um longo tempo ou tirar um período sabático, mas o que mais me preocupa é quando tentam vender um sonho dourado de que largar tudo de um dia para o outro é garantia de uma vida feliz, ensolarada e sem problemas. E a linha de raciocínio que eu traço incomoda exatamente as pessoas que tendem a cair nessa lorota.

Veja por quê:

Vamos supor que você esteja infeliz no trabalho. Seu chefe é um boçal, o trampo te exige demais e o salário é uma droga. Não é difícil reconhecer essa situação, não é mesmo?

Você não aguenta mais bater ponto nesse lugar e, num raro momento de folga, vê no feed do Instagram pessoas bronzeadas mergulhando com tubarões em um mar que os olhos até doem de tão azul turquesa. Fica fácil desejar o teletransporte nessa hora. Até o presidente da sua empresa desejaria. Acredite. 

E então você pensa: é isso! Vou pedir demissão e juntando a recisão com a poupança dá pra fazer uma viagem muito massa por uns três meses. Se eu vender meu carro dá pra ficar quase um ano na estrada! Resolvido! 

Realmente! Você vai fazer uma viagem incrível e terá momentos que vão continuar para sempre na sua memória! Porém, eu quero ir um pouco mais a fundo nessa nossa conversa e falar com você sobre o DEPOIS! 

Sim! O depois! Aquele que a gente vê mais tarde e evita pensar o quanto pode! Mas pode ter certeza, meu amigo…impreterivelmente uma hora o depois chega! 

Sabe porque muita gente fica infeliz no retorno do “largar tudo”? Simplesmente pelo fato de  que elas não pensaram no depois antes de partir!

Meu ponto sobre simplesmente “largar tudo” de um dia para o outro é que isso dura um tempo determinado e em algum momento você terá de voltar para a realidade. E quando voltar, a não ser que seja rico, a realidade tende a ser cruel: você volta sem emprego, sem dinheiro e quase sem nada. Você desacostumou com a rotina, com aquele cubículo onde só cabe você e um computador. VOCÊ NÃO SE ADEQUA MAIS ÀQUELAS 4 PAREDES QUE TE IMPEDEM DE VER O PÔR DO SOL!

E aí sua frustração será maior do que quando você partiu e como estará sem grana, vai aceitar um trampo provavelmente bem pior do que aquele que você estava. E isso vai ser um ciclo. 

E a senhorita não largou tudo para viajar?

Saímos dos nossos trabalhos, alugamos nossa casa e deixamos nossas coisas (ou o que restou) em um container de 6m2 para viajarmos apenas com uma mala de mão por um período indeterminado. Tudo isso acima é verdade, mas você jamais vai nos ouvir dizer que “largamos tudo” pelo simples fato de que – além de não ser verdade e não apoiarmos essa ideia – nossa decisão foi pensada, repensada e muito, mas muito planejada.

Mágica

Se você leu até aqui deve estar pensando: ah, beleza! Então me diz aí qual é a mágica para conseguir viajar por um tempo.

Bom, não existe mágica, existe planejamento! Sim! Essa palavrinha chata e que todos nós imediatistas detestamos! P-L-A-N-E-J-A-M-E-N-T-O! Puro e simples.

Quer saber de um segredo? Planejamos nosso período sabático por 4 anos. QUATRO ANOS! Nesse tempo vimos um presidente sofrer impeachment, um ex-presidente ser preso e o Brasil ser goleado por 7×1 (in loco). 

Mil coisas poderiam ter acontecido ao longo desses quatro anos. Mas vimos num planejamento longo a solução para algo sólido, que depois não nos trouxesse infelicidade e frustração. 

LEIA TAMBÉM: Hey, vem cá: Vamos falar sobre Período Sabático ?

O que fizemos

Há quatro anos quando tivemos a ideia não sabíamos sequer se algum dia ela se tornaria real. De imediato criamos algo como uma poupança e traçamos um objetivo arriscado: ter o suficiente para viajar e também para nos manter por um tempo após a volta até encontrarmos novos empregos. Acho que isso dá certa tranquilidade quanto ao tal do depois. 

Mas o pulo do gato é preparar seu psicológico para isso. Saber que pode levar meses para se realocar no trabalho. Saber que o depois não vai ser tão doce quanto um mojito em uma praia ensolarada da Croácia (sorry, mas acabei de descrever exatamente o cenário do momento que escrevo esse texto).

Mas o que fizemos acho que é assunto para outro post. Por hora eu quero mesmo é que você pense bem nos motivos que te fazem querer partir e trace metas e objetivos sempre pensando no depois. 

Sério! Pega um caderninho, liste seus sonhos, trace metas possíveis e coloque tudo em prática! Pode levar mais tempo do que simplesmente largar tudo, mas vai valer a pena! Acredite!

Balde de água fria

Eu sei que eu acabei de te jogar um balde de água fria. Nesse momento provavelmente você está me achando a pessoa mais pessimista desse universo. E eu não sou! Mesmo! Se ainda assim você pensa: pô, você mesmo tá dizendo que vou viver coisas incríveis na estrada. Como assim não posso largar tudo?

Bom, você pode ser/fazer o que quiser! Eu só quero que você SAIBA que o planejamento fará toda a diferença na estabilidade da sua vida (pessoal, profissional e financeira)! Se você quer simplesmente largar tudo e viajar, OK! Mas prepare-se mentalmente para saber que na volta a batalha poderá ser árdua!

O que eu quero com esse texto é que você saiba de verdade o que vai enfrentar justamente por ter cansado de ver (bem de perto) gente que larga tudo e no retorno encontra as mesmas dificuldades de quando saiu. Os problemas continuam aqui, só esperando você voltar. Eles não somem como um passe de mágica!!!! E é aí que bate uma frustração tremenda e muita gente não consegue se adaptar e se vê infeliz!

Me diz se tem cabimento você fugir por um tempo e depois voltar para uma realidade ainda pior? E não falo só da parte financeira, não! Falo principalmente do seu íntimo, daquela satisfação que permite colocar a cabeça no travesseiro a noite, respirar fundo e saber que se está feliz!

Entenda: eu REALMENTE quero que você seja feliz na estrada, mas quero principalmente que você esteja completo APÓS a viagem.

Deixe seu comentário

1 comentário em "Porque largar tudo para viajar não é a melhor opção!"
  1. Fabiane   •   20/09/18   •   15h27

    Eu sempre pensei isso…
    Não é o sair para uma viagem sem prazo de retorno que as coisas vão resolver de um dia para o outro.
    Eu vi estes dias um vídeo, em que a menina estava muito insatisfeita, e decidiu ser nômade. Bem, ela falou que as coisas pioraram ou intensificaram. Ela começou a ter síndrome do pânico, e o que ela achou que seria muito bom, foi um verdadeiro inferno!
    Então, como vc disse… tem que pensar, repensar e planejar muito bem!
    Amei a reflexão!