Américas, Brasil, Destinos, Diversos, Fernando de Noronha

Fernando de Noronha: o que saber antes de ir

11 out 2020
[ 0 ]

Fernando de Noronha é sem dúvidas um dos lugares mais lindos do mundo. Nesse post estão as dicas de tudo o que você precisa saber para se organizar antes de viajar para a ilha como onde ficar e qual a melhor época para visitar Noronha.

Ah, o próximo post, será então efetivamente sobre os lugares e praias em si. 

A primeira coisa que você deve ter em mente é que Noronha é simples! Sério! Esqueça os famosos ostentando, pois tudo o que você precisa para curtir a ilha é roupa de banho, protetor solar e um par de chinelos.

Vamos lá? Noronhe-se!!

Como chegar

Fernando de Noronha é um arquipélago formado por 21 ilhas vulcânicas e está 545km distante de Recife e 360km de Natal, no Rio Grande do Norte.

A propósito, é apenas a partir dessas duas cidades que saem voos diretos para a ilha. Então tenha em mente que seu voo fará escala em uma delas. É a desculpa perfeita para esticar a viagem e conhecer um pouco mais do nosso Nordeste, né?  

Melhor época para conhecer Fernando de Noronha

Ai gente, qualquer época é boa em Noronha, mas de uma forma geral o que mais importa mesmo é a seu objetivo na ilha, pois existe época certa para o surf e outra para a água calminha por exemplo.

Olha mês a mês para entender melhor:

Dezembro a março é definitivamente a melhor época para quem quer surfar em Noronha, já que as ondas (e o swell) dão as caras por aqui e tem etapa do mundial de surf e tudo. Pode chover um pouco no fim do dia, aquela chuvinha de verão que vem e passa, sabe? Mesmo com um pouco de chuva ainda dá pra curtir bastante, já que a ilha está um pouco mais vazia.

Abril a junho é a época mais chuvosa. No geral, Noronha não tem chuvas muuuito intensas, mas se optar viajar nessa época esteja certo de que vai ser uma loteria: poderá pegar dias de sol ou dias e mais dias de chuva. 

Julho a novembro são simplesmente os melhores meses para visitar Fernando de Noronha. É alta temporada, mas é nessa época que você vai pegar aquele marzão turquesa, água calma e quentinha, cardumes de peixes e muitos dias de sol. Destaco setembro e outubro como os melhores meses para visitar Noronha

Quanto tempo ficar em Noronha

Apesar de ser uma ilha relativamente pequena, tem muita coisa para se fazer em Noronha. Para ser bem honesta com você que está lendo esse post, no meu mundo ideal eu ficaria fácil uns 10 dias por aqui, pois só assim é possível ter tempo para aproveitar até mesmo as trilhas fechadas e que precisam de agendamento prévio. 

Maaaaas não é sempre que dá pra passar 10 dias em Noronha né? rs Estive duas vezes nesse paraíso e penso o seguinte: 

Não passe menos que 5 dias inteiros por aqui. Sério mesmo! Você vai se decepcionar se ficar menos tempo. Então para uma primeira vez na ilha (porque você vai querer voltar com TODA CERTEZA), fique de 5 a 7 dias inteiros. 

Com esse tempo você consegue fazer os principais passeios que tiver vontade e também terá tempo livre suficiente para relaxar e aproveitar o melhor do arquipélago. 

Como escolher hotel

Escolher hotel em Fernando de Noronha não é tão difícil já que a ilha não é muito grande. Porém, é verdade que alguns lugares ficam mais afastados e é preciso pensar bem no seu deslocamento para não cair em cilada. 

Com base nisso, a minha dica é bem simples: se você for alugar Buggy/carro pode ter liberdade de escolher hotéis mais distantes ou mais “escondidinhos”. Já se quiser fazer tudo caminhando, tente ficar na região da Vila dos Remédios, que é o centrinho da cidade e é lá que estão os principais bares, restaurantes e etc. 

Dos hotéis que já fiquei na Ilha, dois recomendo de olhos fechados:

1 – Pousada do Mano: Pousada simples, diárias acessíveis e atendimento incrível e atencioso. Tem um café da tarde que é uma delícia, ótimo para recarregar as energias. A localização é ótima e fica a poucos passos da Praça Flamboyant.

2 – Teju-Açu: O valor da diária é mais elevado, mas vale cada centavo. A localização é ótima, mas o atendimento é ainda melhor. Pouco lugares possuem um atendimento tão querido e próximo de seus hóspedes como aqui. É quase como se você estivesse em casa. Se não puder se hospedar aqui, venha ao menos para jantar, já que o restaurante é aberto ao público.

Se também quiser procurar locais pelo Airbnb, aqui tem uma lista completinha.

Como se locomover em Fernando de Noronha

Você já entendeu que Noronha não é muito grande, mas isso também não quer dizer que você não precise de atenção na hora de se locomover pela ilha. Basicamente você pode optar por usar táxi, ônibus, alugar buggy ou fazer tudo caminhando.

Veja a vantagem e desvantagem de cada um: 

Táxi: até pode ser prático, mas costuma ser caro. Uma coisa importante é que o preço é tabelado, por isso, é sempre bom perguntar o valor cobrado pela corrida. Lembrando que não existe Uber por aqui.

Caminhando: é a forma mais em conta e é realmente possível. Se você está fazendo uma viagem mais em conta, pegue a dica do hotel e se hospede na Vila dos Milagres e adicione ao fato de que a maioria dos tours te buscam e te deixam no hotel. 

fernando-de-noronha-brazil
Gasolina em Noronha

Ônibus: o itinerário do ônibus aqui não é muito grande, já que passa apenas nas principais ruas da ilha. Apesar de ser uma opção, é preciso lembrar que, na maioria das vezes, o busão vai te deixar apenas próximo do ponto desejado.

Quanto às praias, o ônibus passa pertinho mesmo só do Porto e da Baía do Sueste. Para acessar o restante das praias você vai precisar caminhar um pouco. O transporte público funciona das 06h à meia noite e custa R$ 5 (valores 2020). 

Buggy: alugar um carro vai te dar muuuita mobilidade para ir aos lugares de onde e quando quiser, mas como na vida, tanta praticidade tem um preço. Em média as diárias de carro em Noronha custam a partir de R$ 200. Acho uma alternativa super válida de o grupo for a partir de 3 pessoas e sim, alugar carro te dá infinitas possibilidades. 

Também é importante dizer que, se optar em alugar carro, saiba que a gasolina de Fernando de Noronha é a mais cara do país e quando fomos em 2020 ela custava mais de R$ 7 o litro! kkk (cada k é uma lágrima).

fernando-de-noronha

É verdade que tudo é caro em Noronha?

Sim e não. kkk Bom, deixa eu explicar!

Noronha é um arquipélago pequeno, distante 500 km da costa, logo as coisas só chegam lá de barco ou avião e isso vale tanto para o sabonete disponível na sua pousada tanto para limão da sua caipirinha.

Juntando ao fato da ilha ser local turístico, fica fácil entender que muito provavelmente os preços serão maiores do que você está acostumado a pagar na sua cidade. 

Maaaas, pesquisando certinho é possível encontrar opções interessantes. Uma comparação simples é a cerveja. Em fevereiro de 2020 uma Corona longneck custava R$ 17 no Bar do Meio, já na conveniência o valor era de R$ 8, que é apenas um real mais caro do que pago num botequinho aqui perto de casa. Então, se você quer economizar, ter um frigobar no quarto pode fazer diferença. 

Minhas dicas para quem quer economizar em Noronha são:


– Fuja dos lugares badalados – muitas vezes são os mais caros.
– Compartilhe – se a porção for grande, vale pedir uma entrada e um prato pra dividir.
– Bebidas nas conveniências costumam ser mais em conta.
– Leve bolachinhas e snacks para petiscar na praia.

Taxas

De forma resumida, você precisa pagar duas taxas em Noronha: 

– Taxa de Preservação Ambiental (TPA)
– Ingresso para o Parque Nacional Marinho

A TPA é obrigatória e o valor é  calculado de acordo com a quantidade de dias que for passar na ilha e a diária é de R$ 75,93. Já o ingresso do Parque é o que dá acesso às principais praias e trilhas. O custo é de R$ 222,00 para estrangeiros e R$ 111,00 para brasileiros e tem validade de 10 dias. 

Aqui tem um post completinho sobre essas taxas e como pagar cada uma delas.

fernando-de-noronha

É isso gente! Qualquer dúvida ou sugestão, deixe aqui nos comentários! AMO Noronha e espero que você também goste desse paraíso.

Deixe seu comentário