Europa, Itália

Conheça a misteriosa Ilha Tiberina de Roma e sua ponte com mais de 2 mil anos

11 jul 2015
[ 2 ]

Uma das coisas que mais gosto de fazer durante as viagens é andar. Troco fácil fazer o trejeto de carro, ônibus ou trem por uma boa caminhada. Acho que assim consigo ver um pouco da essência da cidade em que estou e isso também me dá a chance de conhecer uma praça, um café ou restaurante que não estão nos roteiros ou que são frequentados pelos moradores.

Sentada na mureta aproveitando Roma.

Sentada na mureta aproveitando Roma.

Um aplicativo que usamos mostrou que andamos entre 7 e 15 quilômetros por dia ao longo da viagem. E essa mobilidade que caminhar te dá, ajuda na hora de conhecer pequenos (ou grandes) lugares. Dar aquela passadinha só pra ver, sabe?

Pedacinho de Roma

Pedacinho de Roma

Caminhando você encontra uma cena dessas! Foto: Emanuelle Rigoni

Caminhando você encontra uma cena dessas! Foto: Emanuelle Rigoni

Isola tiberina

Foi assim com a Isola Tiberina. Caminhamos pela cidade curiosos até chegar nessa ilha, pois a origem desse pedaço de Roma é um pouco misteriosa já que foi em pouco tempo que um banco de areia surgiu e formou a Ilha, bem no meio do rio Tibre.

Dizem que quando o último rei de Roma caiu, os moradores jogaram seu corpo naquele ponto do rio, onde mais tarde ‘nasceu’ a ilha.

Séculos depois, mais precisamente em 289 a.C. foi ali inaugurado o Templo di Esculápio, que é o Deus grego da medicina e desde então a ilha passou a abrigar e tratar dos doentes. Atualmente ainda existe um hospital lá (se precisar de hospital em Roma, já sabe onde tem um).

A ilha mede apenas 270x67m e nela também existem construções seculares como a Basílica San Bartolomeo. Fomos no início do inverno, então a ilha estava particularmente bonita. As árvores que a cercam estavam ainda cheias de folhas laranjas e muitas delas cobriam o chão. Poesia pura!

Isola tiberina, italy

Foto: Emanuelle Rigoni

Foto: Emanuelle Rigoni

Fabricio Bridge, italyPonte Fabricio
Outro ponto histórico desta ilha e que chama muita atenção é a ponte Fabricio. Também conhecida como Ponte das quatro cabeças, é a mais antiga ponte romana em condições originais dentro da cidade de Roma.

Quer saber mais sobre a Itália? Clique aqui para ver um índice com TODOS os posts publicados no blog sobre esse país lindo! 

Sim, caro leitor. Essa ponte tem mais de dois mil anos, pois foi construída em 62 a.C. e permanece do jeitinho que foi deixada pelos romanos.

Ela viu muita, mas muita história acontecer. É tão bonita de ver e tem um formato em arco que compensa dar uma esticadinha e caminhar até ela.

Foto: Emanuelle Rigoni

Foto: Emanuelle Rigoni

Isola tiberina, rome, italy

Fontes de água
Aproveitando esse post, quero contar uma curiosidade super bacana de Roma: centenas de fontes de água estão distribuídas por toda a parte na cidade. Sim! Água limpa, fresca e de graça para você disfrutar! Eu as encontrei em vários pontos (mas váááários mesmo) é comum ver os próprios moradores enchendo suas garrafinhas e matando a sede. Nós não fizemos diferente e sempre que encontrávamos uma dessas fontes seculares já nos reabastecíamos.

Durante os dias que estivemos na cidade encontramos cerca de 10, mas as mais bonitas foram da Praça de São Pedro, Fórum Romano e prefeitura.

Aproveitando a água geladinha!

Aproveitando a água geladinha!

É isso pessoal! Não se esqueçam de comentar os posts, isso ajuda o blog a ganhar vida, me orienta sobre as preferências de vocês e me estimula, pois a cada comentário fico muito feliz! Você também pode acompanhar a gente no Facebook e Instagram.

Deixe seu comentário

2 comentários em "Conheça a misteriosa Ilha Tiberina de Roma e sua ponte com mais de 2 mil anos"
  1. marilia   •   11/09/17   •   12h57

    Olá, será que poderia me passar uma dica do local onde alugaram o carro em Roma. Estou indo para lá em outubro e vou seguir para a Toscana, porem estou com receio de já sair de carro de Roma. Foi muito complicado? Ou o GPS resolveu?

    Obrigada

    • Iara Vilela   •   11/09/17   •   13h13

      Oii Marilia!

      Nós fomos de trem de Roma até Florença e quase ao lado da estação ficava a empresa onde alugamos o carro. Foi de Florença que rodamos a Toscana de carro e acho essa forma bem fácil. Mas se optar por sair de Roma, fique tranquila as estradas da Itália são muito boas.

      Usamos o WAZE como GPS… se não for usar internet por lá, tente levar um GPS daqui, pois o GPS de lá vai “falar” italiano, o que pode confundir um pouco.

      Quanto a companhias para alugar carro, sempre usamos o booking que mostra a cotação de várias empresas. Só acessar esse link aqui: http://www.rentalcars.com/Home.do?affiliateCode=booking-com&adplat=footer&preflang=pt-pt

      Beijos